A INCORPORAÇÃO DO ESPAÇO URBANO PELO SETOR IMOBILIÁRIO NA CIDADE DE NITERÓI (RJ) E A QUESTÃO DA LOCALIZAÇÃO E DAS FORÇAS MONOPÓLIO

Kelly soares figueiredo

Resumo


A cidade na conjuntura capitalista de produção é encarada de forma fragmentada e o acesso ao solo urbano ocorre por meio da apropriação privada imposta à sociedade a partir do poder aquisitivo e à estratificação social. Nesse contexto a terra é convertida em mercadoria que pode gerar renda, no entanto é peculiar pela sua fixidez. O setor imobiliário busca captar a renda fundiária urbana pela diferenciação dos preços do solo urbano, tendo na localização o elemento central para o estabelecimento de uma hierarquização do mercado de moradias. Nessa perspectiva, de que forma a cidade de Niterói está envolvida na trama que envolve a busca de estratégias pelo setor imobiliário para transpor barreiras como a obsolescência da moradia e longa circulação da moradia-capital e a diferenciação do espaço pela presença de forças de monopólio?

Palavras-chave


Renda Fundiária Urbana; Setor Imobiliário; Forças de Monopólio

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.